Livro

LANÇAMENTO !!! Meu livro “Informática para Concursos – Teoria e Questões”, 3a edição, editora FERREIRA.

Link: https://www.editoraferreira.com.br/1/47/176/224/editora-ferreira/livros/informatica-para-concursos/

30 de setembro de 2007

A tecnologia Intel Centrino, além de processador, dispõe de capacidade de LAN ? Rhenys - Presidente Olegário/MG

38. A tecnologia Intel Centrino, além de processador, dispõe de capacidade de LAN
(A) sem fio e foi projetada para uso em notebooks.
(B) sem fio e foi projetada para computadores em geral.
(C) dual e foi projetada para computadores em geral.
(D) estruturada e foi projetada para uso em notebooks.
(E) estruturada e foi projetada para computadores em geral.
Correto a alternativa A, aplicação direta da definição.
Só lembrando:
Tecnologia Intel Centrino - A nova geração de notebooks baseados na tecnologia de processador Intel® Centrino® Duo, equipados com o processador Intel® Core™2, propicia até o dobro do desempenho¹ móvel, oferecendo uma excelente plataforma para trabalhar ou se divertir. Também estão incorporados recursos inovadores de economia de energia, projetados para prolongar a autonomia da bateria.² Execute com tranquilidade os mais exigentes aplicativos de produtividade e de segurança, e deixe por conta dos gráficos integrados avançados e das tecnologias de aceleração de mídia todo o suporte ao entretenimento de alta definição e aos jogos intensos, quando o trabalho for concluído
.

29 de setembro de 2007

As fórmulas nas planilhas Excel e OpenCalc começam, respectivamente, sempre com os sinais ? Rhenys - Presidente Olegário/MG

37. As fórmulas nas planilhas Excel e OpenCalc começam, respectivamente, sempre com os sinais

Correto a alternativa A, aplicação direta da definição.
Só lembrando:
O BR Office ou Open-Office é o concorrete direto do MS Office, quanto o examinar pedir um dos programas do BR Office ou Open-Office, é lembrar da tabela abaixo.

No site oficial brasileiro, caso necessite de mais material, www.openoffice.org.br



28 de setembro de 2007

Nos editores de textos, pequenos programas que têm por finalidade ? Rhenys - Presidente Olegário/MG

36. Nos editores de textos, pequenos programas que têm por finalidade automatizar tarefas como impressão, mala direta e outras funções contidas dentro dos próprios documentos são
(A) estilos. (B) autos textos. (C) links. (D) clipboards. (E) macros.
Correto a alternativa E, aplicação direta da definição.
Só lembrando:
Clipboards - Uma área de memória que funciona como um depósito para as informações (imagens ou textos), que tenham sido copiadas ou extraídas de um documento, por último. Essas informações podem ser recuperadas pelo mesmo ou até por outro programa quando se emite o comando "Paste" (colar), garantindo a transferência ao usuário. Característico das interfaces gráficas, que operam por ícones, tais como o Windows para o PC eo Finder para o Macintosh.

27 de setembro de 2007

O protocolo padrão que não precisa ser digitado para acessar um site ? Rhenys - Presidente Olegário/MG

35. O protocolo padrão que não precisa ser digitado para acessar um site na Internet normalmente é inserido em um URL pelo navegador no formato
(A)http (B) http.\\ (C)http:\\ (D)http:// (E)http\\:
Correto a alternativa D, aplicação direta da definição.
Só lembrando:
http - Usado na Internet, cuida da transferência de textos HTML. É um conjunto de regras para permuta de arquivos (texto, imagens gráficas, som, vídeo e outros arquivos mulrimídia) na Web. É um protocolo de aplicação. Conceitos essenciais que fazem parte do HTTP incluem a idéia de que os arquivos podem conter referências a outros arquivos cuja seleção irá induzir mais solicitações de transferência. Qualquer servidor Web contém, além de arquivos HTML e outros. Quando um usuário entra com solicitações de arquivos, através de um navegador, ao digitar um URL ou clicando em um link hipertexto, o navegador constrói uma solicitação HTTP e a envia para o endereço IP indicado pelo URL. O servidor de destino recebe a solicitação e, após qualquer processamento necessário, o arquivo solicitado é devolvido.

26 de setembro de 2007

Um programa capaz de se auto-propagar automatica­mente através de redes, enviando cópias de si mesmo, de computador ? Rhenys - Presidente Olegário/MG

34. Um programa capaz de se auto-propagar automatica­mente através de redes, enviando cópias de si mesmo, de computador para computador, denomina-se
(A) backdoor. (B) worm. (C) cavalo de tróia. (D) macro. (E) backup.
Correto a alternativa B, aplicação direta da definição.
Só lembrando:
Backup - Em informática, backup refere-se à cópia de dados de um dispositivo para o outro com o objectivo de posteriormente os recuperar (os dados), caso haja algum problema.
Backdoor – É um trecho de código mal-intencionado que cria uma ou mais falhas de segurança para dar acesso ao sistema operacional para pessoas não autorizadas. Backdoors podem ser inseridos propositalmente pelos criadores do sistema ou podem ser obra de terceiros mal intencionados (usando para isso um vírus, verme ou cavalo de tróia). Em geral, quando nos referimos a um Backdoor, trata-se de um Backdoor que possa ser explorado através da internet. Mas o termo pode ser usado de forma mais ampla para designar formas furtivas de se obter informações privilegiadas em sistemas de todo tipo. Por exemplo: o Clipper Chip, dispositivo de criptografia do governo norte americano, possui um Backdoor embutido pelo próprio governo que permite recuperar as informações codificadas anteriormente com o dispositivo. A proteção mais comum contra Backdoors em computadores pessoais é o uso de firewalls e de IDS. De modo geral, Backdoors que atuam através da internet podem ser facilmente detectados por um IDS ou impedidos de atuar pelo firewall.
Cavalo de Tróia – É um programa no qual um código malicioso ou prejudicial está contido dentro de uma programação ou dados aparentemente inofensivos de modo a poder obter o controle e causar danos, como arruinar a tabela de alocação de arquivosno seu disco rígido. Em um caso célebre, um cavalo de Tróia foi um programa que deveria encontrar e destruir vírus (virus) de computador. Um cavalo de tróia pode ser amplamente distribuído como parte de um virus de computador.
Macro – Vinculam suas macros a modelos de documentos (templates) e a outros arquivos de modo que, quando um aplicativo carrega o arquivo e executa as instruções nele contidas, as primeiras instruções executadas serão as do vírus. Vírus de macro são parecidos com outros vírus em vários aspectos: são códigos escritos para que, sob certas condições, este código se "reproduza", fazendo uma cópia dele mesmo. Como outros vírus, eles podem ser escritos para causar danos, apresentar uma mensagem ou fazer qualquer coisa que um programa possa fazer.
Worm - Vírus auto-replicante que não alteta arquivos, mas reside na memória ativa e se duplica. Os worms usam partes de um sistema operacional que são automáticos e geralmente invisíveis ao usuário. É comum que os worms sejam notados somente quando sua replicação descontrolada consome os recursos do sistema, tornando a tarefa lenta ou até parada.

25 de setembro de 2007

Para receber automaticamente listas de atualização de conteúdo publicadas por determinados websites, ...? Rhenys - Presidente Olegário/MG


Concurso Público Câmara dos Deputados - Técnico Legislativo


33. Para receber automaticamente listas de atualização de conteúdo publicadas por determinados websites, deve se inscrever em seus respectivos
(A) forums. (B) newsletters. (C) atoms. (D) blogs. (E) feeds.
Correto a alternativa E, aplicação direta da definição.
Só lembrando:
Atom - Atom é o nome dado a um estilo baseado em conteúdo XML e meta data, ou seja, é um protocolo ao nível da aplicação para publicar e editar Fontes web que são periodicamente atualizadas, como por exemplo Blogs. Os feeds devem ser formados em formato XML e são identificados como application/atom+xml media type. O funcionamento deles não difere das Markup Languages tradicionais, com cabeçalhos, títulos e corpo como no HTML 4.0.
Ao contrário do RSS, Atom não é uma sigla, mas também é um formato para divulgação de notícias. Há quem diga que esse projeto é, inicialmente, uma proposta de unificação do RSS 1.0 e do RSS 2.0. O Atom também é baseado em XML, mas seu desenvolvimento é tido como mais sofisticado. O grupo que nele trabalha tem até o apoio de grandes corporações, como o Google.
Blog - Abreviação de weblog, espécie de diário publicado na web as entradas (posts) são tipicamente colocadas em ordem cronológica inversa – o post mais recente aparece na cabeça da página. Descobertos pelos internautas por volta de 2000, os Blogs se tornaram uma febre e fenômeno cultural da web: contam-se aos milhares, cobrindo os mais diversos assuntos.
Feed - o “encarregado” de repassar todas as notícias.
Fórum - É um espaço que possibilita, ao usuário, discutir sobre diferentes assuntos, através da troca de mensagens com outros usuários. Segue o exemplo de funcionamento de um fórum.
Para responder a uma mensagem, é necessário clicar no ícone "Responder". Depois, aparecerá um formulário com os seguintes campos a serem preenchidos: nome, e-mail, título e mensagem. O usuário registrado deverá preencher apenas o campo da mensagem. Já o usuário não registrado deve completar também os campos do nome e do e-mail (esse último não é obrigatório). Apenas os usuários registrados estão autorizados a abrir temas para discussão. Para ser um usuário registrado, é necessário cadastrar-se. Para tanto, basta ir até a home do Fórum e completar um breve formulário.
Qualquer pessoa pode deixar uma mensagem no fórum, mas todos os fóruns são moderados. Ou seja, apenas os moderadores têm o direito de apagar mensagens, se essas desrespeitarem as normas estabelecidas na política de uso desse serviço. Por isso, não é possível criar um fórum, mas o usuário pode enviar sugestões. Em todas as categorias existe a opção "Sugerir Fórum". Basta clicar neste item e completar os dados solicitados pelo formulário.
No fórum, não é permitido enviar arquivos junto com as mensagens
Clicando sobre as palavras "fóruns", "temas", "criação", "autor", "visitas" e "última mensagem", é possível mudar a ordem das mensagens e dos fóruns. Clicando em "Fóruns", o usuário os colocará em ordem alfabética descendente (indicada pela flecha apontando para baixo). Clicando novamente, os fóruns serão ordenados em ordem alfabética ascendente (indicada pela flecha apontando para cima). As opções "Temas", "Autor" e "Mensagens" têm a mesma função. "Criação" é a data em que o fórum ou o tema foram criados e "Última mensagem" indica a data em que a última mensagem foi enviada. "Visitas" informa a quantidade de usuários que acessaram os assuntos e os fóruns.
A opção "enviar um tema a um amigo" permite convidar conhecidos a participarem do fórum.
Em relação às mensagens, é possível colorir suas letras, mudar o fundo, sublinhar, usar negrito, itálico, tachado, inserir links ou emails, inserir carinhas, colocar textos em movimento (scroll). Para formatar de acordo com a preferência do usuário, é necessário colocar o texto da mensagem entre tags. Por exemplo: para escrever em vermelho a palavra Chat, é preciso escrever da seguinte forma [vermelho]Chat[/vermelho]. Caso queira escrever a palavra Chat em um fundo verde, deve digitar [fundoverde]Chat[/fundoverde].
O serviço de fóruns permite que você:
· deixe uma nova mensagem
· responda mensagens
· veja as mensagens separadas (uma mensagem e suas respostas)
· veja a lista de mensagens sem suas respectivas respostas
· fazer uma busca de mensagens (por nome do fórum, palavras chave e por data).
· criar um tema para discussão (essa opção é apenas para usuários registrados).
· ler as notas relacionadas com cada tema
· sugerir um fórum
· enviar o assunto do fórum a um amigo
Para FORMATAR MENSAGENS, o usuário precisa conhecer Perl, PHP, ASP, etc. Não precisa ter espaço em seu provedor. Basta adicionar o código HTML à sua página.

24 de setembro de 2007

O processo de varrer grandes bases de dados à procura de padrões como regras de associação e seqüências temporais para ? Marcia Cristina - Palmas/TO

39. O processo de varrer grandes bases de dados à procura de padrões como regras de associação e seqüências temporais para classificação ou agrupamento de itens é denominado:
(A) repositório
(B) dicionário de dados
(C) data mining
(D) data warehouse
(E) data base
Correto a alternativa C, aplicação direta da definição.
Só lembrando:
Data Base – Banco de Dados.
Data Mining - O processo de varrer grandes bases de dados à procura de padrões como regras de associação e seqüências temporais para classificação ou agrupamento de itens.
Data Warehouse - Sistema de informação orientado à tomada de decisões empresariais que, armazenando de maneira integrada à informação relevante do negócio, permite a realização de consultas complexas com tempos de resposta rápidos.
Dicionário de Dados - Um ou mais arquivos ou tabelas descrevendo a natureza ea localização dos dados numa base de dados.
Repositório – Deposito de Dados.

23 de setembro de 2007

Os ERP – Enterprise Resource Planning – são sistemas de informação estruturalmente do tipo? Marcia Cristina - Palmas/TO

38. Os ERP – Enterprise Resource Planning – são sistemas de informação estruturalmente do tipo:
(A) transacional (B) dimensional (C) estratégico (D) especialista (E) gerencial
Correto a alternativa A, aplicação direta da definição.
Só lembrando:
ERP – Sistema integrado de gestão empresarial, ou pacote de gestão. É um sistema que integra vários departamentos e divisões de negócios de uma companhia. O ERP pode incluir módulos de planejamento. Manufatura, finanças, vendas, marketing e outros.
Dimensional -
Especialista -
Estratégico -
Gerencial -
Transacional -

22 de setembro de 2007

Em uma planilha eletrônica MS Excel, para expressar a célula D1 em termos absolutos utiliza-se a notação? Marcia Cristina - Palmas/TO

37. Em uma planilha eletrônica MS Excel, para expressar a célula D1 em termos absolutos utiliza-se a notação:
(A) D:1 (B) =D1 (C) D1 (D) $D$1 (E) #D#1
Correto a alternativa D, aplicação direta da definição.
Só lembrando:


21 de setembro de 2007

Os modelos de documentos utilizados no editor de texto MS Word normalmente utilizam formato de arquivo? Marcia Cristina - Palmas/TO

36. Os modelos de documentos utilizados no editor de texto MS Word normalmente utilizam formato de arquivo:
(A) .dot (B) .doc (C) .wri (D) .mod (E) .rtf
Correto a alternativa A, aplicação direta da definição.
Só lembrando:
bat - os arquivos de lote nada mais são que arquivos-texto que contém uma série de comandos DOS em sequência. Seria uma forma "primitiva" de programação, uma maneira de automatizar operações para facilitar a vida do usuário. Uma exceção é concedida ao arquivo AUTOEXEC.BAT, particularmente importante para PC´s que utilizem DOS e Windows 3.x. Este arquivo de lote é necessário para que o sistema operacional funcione corretamente, uma vez que ele executa uma série de operações essenciais na inicialização do computador: carregar drivers de configuração de teclado e vídeo, carregar TSR´s (programas residentes na memória, como anti-vírus ou compactadores de disco rígido), definir variáveis de ambiente
, etc.
com - têm a mesma função dos arquivos .exe, mas ficam carregados diretamente na memória durante todo o tempo em que o computador estiver ligado. Exemplos: command.com (interpretador de linha de comando do DOS; é praticamente o DOS em si), win.com (núcleo do Windows)
doc – documento no WORD
dll - sigla em inglês para dynamic link library, ou biblioteca de vínculo dinâmico. Imagine este arquivo como sendo um "pedaço" de um arquivo executável. A maioria dos aplicativos escritos para Windows executam algumas funções comuns, como abrir e salvar arquivos, configurar impressoras, gerenciar cores do vídeo, tocar sons, etc. Se cada aplicativo abrigasse tais funções em seu próprio arquivo executável, o tamanho de tal arquivo seria enorme, o que consumiria rapidamente o espaço disponível no HD, além de tornar penoso o processo de instalação do mesmo em outros micros. Convencionou-se então de "quebrar" o executável em várias partes menores, e as partes que executassem funções comuns seriam armazenadas num diretório acessível a todos os aplicativos. Tais partes foram então chamadas de dll´s, e o diretório comum aos aplicativos é conhecido como \WINDOWS\SYSTEM. O próprio Windows já oferece uma grande quantidade de dll´s com várias funções úteis, simplificando a vida do programador, padronizando o sistema e diminuindo o tamanho final do aplicativo.
dot – modelo, usado pelos aplicativos do pacote OFFICE
exe - são os arquivos executáveis, ou seja, arquivos binários que executam alguma ação específica e produzem algum resultado. Exemplos: notepad.exe (bloco de notas), sol.exe (paciência), deltree.exe (executável do DOS utilizado para excluir diretórios).
mod - Planilha eletrônica Microsoft Multiplan
rtf - Rich Text Format é um formato de arquivo que vários processadores de texto entendem; é utilizado com freqüência quando o documento é criado em um processador de texto mas poderá ser editado em outro. No entanto, é possível que ocorra a perda de alguns tipos de dados ou de formatação quando usado.
tmp - extensão adotada para definir os problemáticos arquivos temporários. Alguns aplicativos muito complexos (como o Microsoft Word e o Microsoft Visual Basic) precisam trabalhar com alguns valores binários e configurações simultaneamente à operação do próprio programa para o seu bom funcionamento. Em certas situações, tais valores gerados pelos aplicativos são enormes, o que inviabilizaria o uso da memória RAM como meio de armazenamento. Adotou-se como solução a utilização de arquivos temporários, que seriam criados no HD do usuário, armazenariam todas as informações necessárias ao funcionamento do mesmo e seriam excluídos quando o programa fosse descarregado da memória do computador. Acontece que, se o aplicativo for mal escrito e não excluir todos estes arquivos quando for finalizado, ou se o micro travar durante a execução do mesmo, os arquivos temporários podem continuar gravados no disco rígido do usuário indefinidamente, ocupando um espaço desnecessário.
txt - ao contrário dos dois tipos de arquivos acima, os arquivos-texto não são compostos por números binários, e sim por caracteres ASCII. Sendo assim, eles não executam nenhuma ação, servem apenas para armazenar dados.
vxd - são conhecidos como drivers de dispositivos e drivers virtuais. São arquivos que permitem que o sistema operacional se comunique com os componentes de hardware de seu computador.
wri - Documento do Write, editor de texto do pacote OPEN – OFFICE.

20 de setembro de 2007

Os conteúdos de áudio no formato MP3 transmitidos na Internet por meio de feeds são denominados ? Marcia Cristina - Palmas/TO

35. Os conteúdos de áudio no formato MP3 transmitidos na Internet por meio de feeds são denominados:
(A) iPod (B) iTunes (C) audiocast (D) podcasting (E) audioblog
Correto a alternativa D, aplicação direta da definição.
Só lembrando:
Audioblog - Um blog onde os bornes consistem principalmente em gravações da voz.
iPod - Refere-se a uma série de players de áudio digital projetados e vendidos pela Apple Inc. (A Hewlett-Packard também vendia o produto até pouco tempo atrás sob o nome de Apple iPod + HP). Os aparelhos da família iPod oferecem uma interface simples para o usuário, centrada no uso de uma roda clicável, ou click wheel. O maior dos modelos do iPod armazena mídia em um disco rígido acoplado, enquanto os modelos menores, o iPod shuffle e o iPod Nano, usam memória flash. Como a maioria dos players portáteis digitais, o iPod pode servir como um armazenador de dados quando conectado a um computador. É considerado até hoje o lançamento mais arriscado da Apple, pois foi lançado em outubro de 2001, quando os Estados Unidos ainda estavam sob forte comoção, devido aos atentados de 11 de setembro.
Tony Fadell teve a idéia primeiro fora da Apple: ele tinha dificuldades em encontrar investidores para o MP3 player que tinha projetado. Quando ele o demonstrou para a Apple, a companhia contratou-o para trazer seu projeto à vida, colocando-o como chefe do time que tinha desenvolvido as duas primeiras gerações do aparelho. O grupo de design industrial da Apple projectou as outras versões mais recentes, sob o comando de Jonathan Ive.
O nome iPod foi proposto por Vinnie Chieco, um publicitário que com outros companheiros foram contratados pela Apple, a fim de introduzir o novo player ao público. Depois de ver o protótipo, ele pensou no filme 2001: Uma Odisséia no Espaço e na frase "Open the pod bay door, Hal!" (algo como, "abra a porta da nave!"), que se refere à nave branca EVA Pods da Discovery 1. A Apple já havia registrado o nome iPod para quiosques de internet, mas nunca colocou em prática.
Já em Outubro de 2004, o iPod dominava as vendas de players digitais de música nos Estados Unidos, com mais de 92% do mercado para players com disco rígido e mais de 65% do mercado de todos tipos de player. iPod teve um crescimento muito grande nas vendas, vendendo mais de dez milhões de unidades num total de três anos. O aparelho vem tendo um impacto cultural significativo com esta tomada do mercado. Além disso, pesquisas sugerem que o iPod serviu como uma ponte para a compra de outros produtos da Apple por parte de usuários de PC, como a compra de computadores Macintosh (esse fenómeno é chamado de efeito halo).
O design já passou por diversas alterações desde sua introdução no mercado. Seis gerações distintas de iPods existem, normalmente chamadas de 1G, 2G, 3G, 4G, 5G e 6G (as designações não têm relação com a linha Power Mac e não devem ser confundidas com a capacidade de armazenamento de cada modelo do iPod). Dentro de cada geração de iPods, vários modelos vieram com diferentes tamanhos de disco rígido e em diferentes preços. Durante a terceira geração, coexistiram três capacidades de armazenamento para o iPod (com os preços de US$ 299, US$ 399 e US$ 499). A Apple alega que um 1 gigabyte de armazenamento consegue armazenar 250 canções de 4 minutos a 128 kbps no formato AAC. Codificar canções em taxas de bits mais altas ocupa mais espaço no disco rígido. O atual modelo de 80 GB do iPod consegue armazenar, se usarmos esta proporção da Apple, 20,000 canções. Como qualquer dispositivo contendo um disco rígido, existe uma discrepância entre o espaço de armazenamento anunciado e a capacidade verdadeira.
iTunes - É um reprodutor de áudio (e vídeo, a partir da versão 4.8, chamado de media player), desenvolvido pela Apple, para reproduzir e organizar música digital, arquivos de vídeo e para a compra de arquivos de música digital no formato gestor de direitos digitais FairPlay. A iTunes Store (anteriormente conhecida como iTunes Music Store, às vezes também referida somente como "iTMS" ou simplesmente "iTunes") é o componente do iTunes pelo qual os usuários podem comprar arquivos de música digital dentro do próprio programa. O iTunes também é usado para carregar canções para o player portátil da Apple, o iPod. O iTunes é compatível com computadores rodando os sistemas operacionais Mac OS X, Windows 2000, Windows XP e Windows Server 2003. Antigamente o Mac OS 9 também era suportado, mas isto foi cancelado após a versão 3. Os usuários podem organizar suas músicas em listas de reprodução (playlists), editar informações dos arquivos, gravar CDs, copiar arquivos para um player de áudio digital, comprar música na Internet através de sua loja de música acoplada, rodar um visualizador para exibir efeitos gráficos de acordo com o ritmo das canções, assim como também codificar músicas em diferentes formatos de áudio. As listas de reprodução inteligentes, ou "smart playlists", são listas de reprodução que são automaticamente atualizadas (como em perguntas para uma base de dados) baseadas numa lista personalizada de critérios de seleção. o iTunes foi desenvolvido com base no SoundJam MP, um aplicativo comercial popular para reprodução de MP3 distribuído pela empresa de software Casady & Greene. A Apple comprou os direitos do programa e contratou os três programadores que o criaram. O primeiro lançamento do iTunes era muito similar ao SoundJam MP com a adição da habilidade de gravar CDs e uma maquiagem na interface. A Apple adicionou uma série de recursos nas versões subseqüentes.
Podcasting - É uma forma de publicação de programas de áudio, vídeo e/ou fotos pela Internet que permite aos utilizadores acompanhar a sua atualização. A palavra "podcasting" é uma junção de iPod - um aparelho que toca arquivos digitais em MP3 - e broadcasting (transmissão de rádio ou tevê).
Assim, podcast são arquivos de áudio que podem ser acessados pela internet.
Estes áudios podem ser atualizados automaticamente mediante uma espécie de assinatura. Os arquivos podem ser ouvidos diretamente no navegador ou baixados no computador.
Os programas ou arquivos, gravados em qualquer formato digital (MP3, AAC e OGG são os mais utilizados nos podcasts de áudio), ficam armazenados num servidor na internet. Por meio do feed RSS, que funciona como um índice atualizável dos arquivos disponíveis, novos programas de áudio, vídeo ou fotos são automaticamente puxados para o leitor através de um agregador, um programa ou página da internet que verifica os diversos feeds adicionados, reconhece os novos arquivos e os puxa de maneira automática para a máquina. Os arquivos podem ainda ser transferidos para leitores portáteis.
O termo podcast é creditado a um artigo do jornal britânico The Guardian em 12 de fevereiro de 2004, mas nesse primeiro momento o termo não se referia ao formato de transmissão com RSS, o que só aconteceu em Setembro daquele ano, quando Dannie Gregoire usou o termo para descrever o processo utilizado por Adam Curry.
O conceito do Podcast é creditado ao ex-VJ da MTV Adam Curry, que criou o primeiro agregador de podcasts usando applescript e disponibilizou o código na internet, para que outros programadores pudessem ajudar. Dave Winer incluiu o enclosure, um elemento na especificação RSS 2.0, o que possibilitou o conceito do podcast ser realmente utilizado. A utilização de feeds RSS para distribuir o conteúdo é a grande diferença do Podcasting em relação aos audioblogs, vlogs e flogs.
Um marco na massificação do conceito foi o lançamento da versão 4.9 do leitor de música digital iTunes, da Apple, que ampliou o suporte aos podcasts, incluindo uma secção na sua loja de música dedicada ao serviço e também uma actualização para o iPod que adiciona a categoria "Podcasts" ao menu "Music".
O formato de transmissão é hoje utilizado por diversas empresas no mundo para divulgar notícias e programação, assim como algumas universidades que começam a disponibilizar aulas neste formato.
O modelo de publicação / subscrição de podcasting é uma versão da tecnologia "push" (empurrar informação), na qual o fornecedor de informação escolhe qual os ficheiros que pretende disponibilizar num feed e que o subscritor escolhe entre uma multiplicidade de feeds. Enquanto o utilizador não está a "baixar" ficheiros da Internet, existe uma forte componente de "pull" (baixar a informação) porque o receptor é livre de subscrever (ou desistir) de uma grande variedade de canais. Os primeiros serviços "push" na internet (ex: PointCast) permitiam uma selecção muito limitada de conteúdos.
Podcasting é um mecanismo automático onde ficheiros multimedia são transferidos de um servidor para um cliente, que puxa a informação através de um arquivo XML que contém endereços de ficheiros. Genericamente, esses ficheiros contêm vídeo e áudio, mas também podem conter imagens, textos, PDF, ou outros tipos de ficheiros.
Um podcast é genericamente anólogo de uma série de TV ou de um programa de rádio, só que não é ao vivo, como nos programas de TV e Rádio gravados.
O fornecedor de conteúdos começa por produzir um ficheiro (por exemplo, um ficheiro de áudio em MP3) e disponibiliza-o na Internet. Isto ocorre através da disponibilização do ficheiro num servidor de acesso público; no entanto, trackers BitTorrent também são usados, embora não seja tecnicamente necessário que o ficheiro seja público. O único requerimento é que o ficheiro seja acessível através de uma URI que seja conhecida. Este ficheiro é normalmente referenciado como um episódio de um podcast.
O fornecedor de conteúdo passa a referenciar esse ficheiro noutro ficheiro conhecido como feed. O feed é uma lista de URLs onde os episódios do podcast podem ser acedidos. Essa lista é normalmente publicada no formato RSS (embora também possa ser usado o formato Atom), que contém informação adicional como datas de publicação, títulos e textos explicativos sobre a série e cada um dos episódios. O Feed pode conter entradas para todos os episódios da série, mas normalmente está limitado a uma breve lista dos episódios mais recentes, por exemplo, em feed de notícias. O Standard de um podcast consiste num feed de um autor. Mais recentemente vários autores passaram a contribuir com episódios para um único feed podcast usando os conceitos de podcast público e podcast social.
O fornecedor de conteúdo publica um feed num servidor. A localização publicada do feed é assumida como permanente, não sujeita a alteração. Esta localização é conhecida como URI (mais conhecido por URL). O fornecedor divulga o URI do feed junto à sua audiência.Um consumidor utiliza um software conhecido por agregador, por vezes chamado de podcatcher ou podcast receiver, para subscrever e gerir os feeds.

19 de setembro de 2007

Um endereço de IP, na versão 4, será de classe A se contiver no primeiro octeto qualquer valor decimal no intervalo de ? Marcia Cristina - Palmas/TO

34. Um endereço de IP, na versão 4, será de classe A se contiver no primeiro octeto qualquer valor decimal no intervalo de:
(A) 0 a 144
(B) 0 a 127
(C) 1 a 256
(D) 1 a 128
(E) 1 a 126
Correto a alternativa E, aplicação direta da definição.
Só lembrando:
Endereçamento IP: O endereço IP é um número de 32 bits, representado em decimal em forma de quatro números de oito bits separados por um ponto, no formato a.b.c.d. Assim, o menor endereço IP possível é 0.0.0.0 e o maior, 255.255.255.255. Dentro de uma rede TCP/IP, cada micro recebe um endereço IP único que o identifica na rede. Um endereço IP é composto de uma seqüência de 32 bits, divididos em 4 grupos de 8 bits cada. Cada grupo de 8 bits recebe o nome de octeto. Na classe A, apenas o primeiro octeto identifica a rede, na classe B são usados os dois primeiros octetos e na classe C têm-se os três primeiros octetos reservados para a rede e apenas o último reservado para a identificação dos hosts dentro da rede. O que diferencia uma classe de endereços da outra é o valor do primeiro octeto. Se for um número entre 1 e 126, tem-se um endereço de classe A; Se o valor do primeiro octeto for um número entre 128 e 191, então tem-se um endereço de classe B, e; Se, finalmente, caso o primeiro octeto seja um número entre 192 e 223, tem-se um endereço de classe C. Para melhor organização a quantidade possível de endereços IPs foram divididos em classes de números fixos:
• Classe A: Primeiro bit é 0 (zero)
• Classe B: Primeiros dois bits são 10 (um, zero)
• Classe C: Primeiros três bits são 110 (um, um, zero)
• Classe D: Primeiros quatro bits são: 1110 (um,um,um,zero)
• Classe E: Primeiros quatro bits são 1111 (um,um,um,um)
A tabela seguinte contém o intervalo das classes de endereços IPs Classe Gama de Endereços N.º Endereços por Rede
A 1.0.0.0 até 126.0.0.0 16 777 216
B 128.0.0.0 até 191.255.0.0 65 536
C 192.0.0.0 até 223.255.255.0 256
D 224.0.0.0 até 239.255.255.255 Multicast
E 240.0.0.0 até 255.255.255.255 multicast
Reservado teoricamente, uma rede TCP/IP pode ter até 4.294.967.296 dispositivos conectados a ela. O que pode parecer muito já está a algum tempo se tornando escasso. A versão atual IPv4 está sendo substituída pelo IPv6 ou IP Next Generation. Com IPv6 é possível endereçar até 1.564 dispositivos por metro quadrado do planeta Terra, pois utiliza 128 bits ao invés dos tradicionais 32 bits.
Cabe ressaltar ainda que alguns endereços IP são reservados para serem usados em redes privadas, são os seguintes:
Classe A: 10.0.0.0 a 10.255.255.255
Classe B: 172.16.0.0 a 172.31.255.255
Classe C: 192.168.0.0 a 192.168.255.255
Logicamente se percebe que se a rede for montada com endereços de classe “A” será muito maior o número de hosts endereçáveis do que se a rede for montada com endereços classe “B”. Por sua vez a rede de classe “C” possui o menor número de endereços.

18 de setembro de 2007

A tecnologia de núcleo duplo é aplicada na ? Marcia Cristina - Palmas/TO

33. A tecnologia de núcleo duplo é aplicada na
(A) emulação de dois processadores por meio de um chipset.
(B) Emulação de dois processadores por meio do sistema operacional
(C) Fabricação de um processador com dois núcleos de processamento e o respectivo chipset.
(D) Fabricação de uma placa-mãe com um processador e dois shipsets.
(E) Fabricação de uma placa-mãe com um shipset e dois processadores.
Correto a alternativa C, aplicação direta da definição.
Só lembrando:
É um conjunto de chips que forma o principal componente da placa-mãe. Ele contém, basicamente,os controladores de acesso à memória, os controladores do barramento IDE, AGP e ISA, e vários outros componentes essenciais.

17 de setembro de 2007

Um certificado digital? Marcia Cristina - Palmas/TO

Concurso Público Câmara dos Deputados - Analista Legislativo

32. Um certificado digital é:
I. um arquivo eletrônico que contem a identificação de uma pessoa ou instituição.
II. equivalente ao RG ou CPF de uma pessoa.
III. o mesmo que uma assinatura digital.
Está correto o que consta em:
(A) I e III, apenas.
(B) I e II, apenas
(C) III, apenas
(D) I, apenas
(E) I, II, III

Correto a alternativa B, aplicação direta da definição.
Só lembrando:
Assinatura Digital - Código utilizado para verificar a integridade de um texto ou mensagem.
Certificado Digital - Contém uma chave pública que é usada para criptografar e criptoanalisar mensagens e assinaturas digitais.

16 de setembro de 2007

Dominio do Judiciário passará de .gov para .jus. Wilson - Patos de Minas/MG

Aluno me mandou o texte que se segui.

http://www.stf.gov.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=72906&tip=UN
Notícias STF
Sexta-feira, 21 de Setembro de 2007
Internet do Judiciário passará de .gov para .jus
Vai entrar no ar o domínio de internet "jus.br". Em resolução aprovada na última sessão (11/9) plenária do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), os conselheiros decidiram que os endereços dos portais e sítios dos órgãos do Judiciário assumirão o novo domínio. A medida, que garantirá a integração e a padronização dos nomes eletrônicos de quase cem tribunais em todo o país, contribuirá tanto para a segurança do sistema quanto para o aperfeiçoamento da celeridade jurisdicional e valorização da independência dos Poderes, princípio federativo consagrado na Constituição.
De acordo com a Resolução nº 41, publicada no dia 14 de setembro, caberá ao Conselho gerir a implementação do modelo de gestão e o estabelecimento das diretrizes e normas voltadas para a integração e unificação dos sítios eletrônicos. Outra prerrogativa do CNJ será a de acompanhar, analisar e controlar a concessão dos domínios às instituições do Judiciário.
Em 30 dias, a Secretaria-Geral do CNJ estabelecerá as normas que orientarão a implementação da iniciativa, a estrutura da padronização e o gerenciamento do sistema, bem como a lista unificada dos endereços eletrônicos do Poder Judiciário. A partir do dia 11 de outubro, será iniciada a migração das páginas com extensão "gov.br" para o domínio "jus.br". Os sítios oficiais continuam a ser acessados pelo mesmo nome, mas quem digitar o novo endereço será remetido ao endereço antigo.
Os serviços de registro e publicação dos domínios ‘jus.br'' ficarão a cargo do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI-BR), por meio do Núcleo de Informação e Coordenação do ponto BR (NIC-BR). Caberá ao CNJ o monitoramento e autorização dos endereços.
Mais que alterar os nomes oficiais associados à Justiça, a medida trará principalmente segurança para os ambientes eletrônicos da Justiça. O assessor institucional do CNJ, Pedro Paulo Lemoa Machado, avalia que a iniciativa configura um grande ganho para o Judiciário, especialmente quanto à confiabilidade das informações nos portais.
Lemos explica que o CNJ obteve junto ao Comitê Gestor de Internet no Brasil a obrigatoriedade de agregar o sistema DNSSEC o domínio "jus.br". Trata-se de um padrão internacional que amplia a tecnologia DNS e de um sistema de resolução de nomes mais seguro, reduzindo o risco de manipulação de dados e roubo de informações de terceiros. "Esse sistema coibirá os recorrentes ataques de hackers às páginas oficiais, invasões que trazem insegurança e abalam a confiabilidade dos serviços, como já aconteceu nos portais do TSE e STJ", ressalta. O mecanismo utilizado é baseado na tecnologia de criptografia de chaves públicas.
Para o uso adequado da ferramenta DNSSEC e a correta implantação dos novos domínios, o CNJ assegurou com o Comitê Gestor da Internet no Brasil a realização de cursos voltados aos técnicos dos tribunais de justiça do país. Em data ainda a definir, os treinamentos serão geridos pelo Núcleo de Informação e Coordenação do ponto BR, com três vagas destinadas a cada tribunal.
Segundo Pedro Paulo, essa ação do CNJ retoma a Resolução nº 12 do órgão, que criou o Banco de Soluções do Poder Judiciário, objetivando conferir mais celeridade à prestação jurisdicional, além de "auxiliar no processo de modernização da Justiça, a exemplo do Projudi, prerrogativa institucional do Conselho."
Fonte: Conselho Nacional de Justiça

ALUNO
Dr. Wilson Peres Ferreira
Advocacia Empresarial
Rua Major Gote, n.º 1266, salas 201/203/205
Ed. Center Patos
Patos de Minas - MG
Tel/Fax: 34 3821-3731



15 de setembro de 2007

URGENTE tem recurso na questão do TJ-SP Interior.

Com relação à questão nº. 5 da prova versão 3, passo a expor os seguintes motivos

5. Analise as afirmações relacionadas com nome de pastas e arquivos no sistema operacional Windows XP:
I – alguns caracteres, como barra (/), asterisco (*) e interrogação (?) não podem ser utilizados na escolha de nomes;
II – nomes de arquivos necessariamente possuem uma extensão;
III – o nome pode apresentar como tamanho máximo 256 caracteres.

Sobre as afirmações, pode-se dizer que está correto apenas o contido em
(A)I (B)II (C)III (D)I e II (E)I e III

Segundo o gabarito oficial, publicado na data 12-09-2007, a assertiva tida como correta “(E) I e III”, está fundamentalmente incorreta, veremos:

O NTFS (New Technology File System - Systema de Arquivos de Nova Tecnologia) é o sistema de arquivos mais utilizado por computadores baseados em Windows NT, incluindo o 2000 e o XP. Muito mais completo que o FAT (File Allocation Table - Tabela de Alocação de Arquivos), o NTFS permite a configuração de permissões em arquivos ou pastas, encriptação e compactação nativas e transparentes ao usuário, volumes extendidos e mais uma gama de funções que a maioria dos usuários nem chega a conhecer.
O nome oficial desta versão do NTFS é "NTFS 1.1", no entanto, como é usada geralmente em conjunto com o Windows NT4, acabou sendo chamada de versão 4. As principais características desta versão do NTFS são: Nomes de arquivos: Ao contrário do FAT (16 bits), o NTFS suporta nomes de arquivos e pastas com até 255 caracteres.
(...) File Name Attribute ou Atributo de Nome do Arquivo: Como o próprio nome já sugere, este atributo armazena os nomes do arquivo. Nomes? Sim, além do nome padrão de no máximo 255 caracteres, o NTFS armazena aqui o nome compatível com o MS-DOS (no formato 8.3, ou seja, 8 caracteres seguidos de um ponto e uma extensão composta por 3 caracteres). (grifo nosso).


Convenções de Nomenclatura do NTFS
Os nomes de arquivos e diretórios podem ter até 255 caracteres de comprimento, incluindo quaisquer extensões. Os nomes preservam as maiúsculas e as minúsculas, mas não são sensíveis a elas. O NTFS não faz distinção de nomes de arquivo baseados em maiúsculas e minúsculas. (
http://support.microsoft.com/kb/100108/pt-br).
Pelo exposto, conclui-se que o número máximo é 255 caracteres e não 256 como o mencionado pela comissão, devendo a questão ser anulada por não estar em conformidade com as respectivas normas.
Sendo que estas definições foram retiradas do site oficial da Microsoft (
http://support.microsoft.com/kb/100108/pt-br), empresa responsável pelo sistema operacional, não havendo na comunidade acadêmica e científica referência maior para pesquisas e esclarecimentos.
Diante do exposto, pugna-se pela anulação da questão aventada, por ser medida de justiça.

14 de setembro de 2007

As técnicas de compactação ou compressão? Jerônimo Sta. Maria da Boa Vista/PE

Poderia explicar questão de prova.
39. Os usuários de recursos de microinformática devem possuir conhecimentos básicos acerca dos sistemas dos microcomputadores compatíveis com PC, e que utilizam sistemas operacionais, como o DOS e Windows. A respeito desse assunto, assinale a opção incorreta.
a) Uma unidade de disco flexível pode conter um diretório e um subdiretório que tenham o mesmo nome.
b) Um sistema operacional é responsável pelo gerenciamento dos recursos de hardware.
c) Uma unidade de disco rígido pode conter mais de um arquivo com o mesmo nome e a mesma extensão.
d) Um arquivo de texto no formato ASCII é um exemplo de arquivo não-executável.
e) As técnicas de compactação ou compressão de arquivos de texto acarretam perdas que, em geral, não podem ser recuperadas durante a descompactação.
Alternativa correta E, aplicação direta da definição.

13 de setembro de 2007

CD-ROM, muito usado? Jerônimo Sta. Maria da Boa Vista/PE

Poderia explicar questão de prova.
38. A evolução tecnológica colocou à disposição dos usuários de computadores o CD-ROM, muito usado em aplicações de multimídia e em jogos eletrônicos, que vem disputando o mercado o mercado com os disquetes de alta densidade (este com tendência a sair do mercado). Com relação a esses produtos de informática, assinale a opção incorreta.
a) O CD, mesmo possuindo um terço de leitura muito menor, ainda possui capacidade de armazenamento de dados menor que a do disquete de 31/2.
b)
Um CD é mais caro que um disquete comum.
c) O drive de CD é mais caro que o do disquete comum.
d) Ainda hoje, o CD, na maioria dos casos, não permite gravações feitas pelos usuários.
e) O CD possibilita o armazenamento de arquivos de imagens digitalizados.
Alternativa correta A, aplicação direta da definição.

12 de setembro de 2007

Explicar FDDI ? Jerônimo Sta. Maria da Boa Vista/PE

Poderia explicar questão de prova.
35. O padrão de conexão de cabos de fibras óticas que garante taxas de transmissão de dados de até 100 Mbps é denominado
a) multimodo
b) 100BaseT
c) 10BaseFL
d) monomodo
e) FDDI
Alternativa correta E, aplicação direta da definição. Só lembrando FDDI (Interface de Dados Enviados em Fibra Ótica) Padrão para conexões por cabos de Fibra Ótica garante taxas de transmissão de dados até 100 Mb/s.

11 de setembro de 2007

Equipamento Roteador? Jerônimo Sta. Maria da Boa Vista/PE

Poderia explicar questão de prova.
31. Os dispositivos que normalmente são projetados para atender a uma determinada combinação de protocolos, como conectar uma rede local Ethernet à RENPAC, são denominados: a) repetidores
b) roteadores
c) hubs
d) switches
e) comutadores
Alternativa correta B, aplicação direta da definição. Só lembrando, o equipamento roteador pratica o conceito da rota livre, ou seja, técnica denominada melhor esforço (best effort) para definir, nos roteadores pertencentes à rede, o caminho que os pacotes devem percorrer para alcançar o destino da informação.

10 de setembro de 2007

Canais de comunicação ? Jerônimo Sta. Maria da Boa Vista/PE

Poderia explicar questão de prova.
30. Os dois tipos de canais de comunicação de dados utilizados em redes de computadores são
a) simplex e duplex
b) serial e paralelo
c) local e remoto
d) síncrono e assíncrono
e) multiponto e ponto-a-ponto
Alternativa correta E, aplicação direta da definição, pois esta pedido canais de comunicação.

9 de setembro de 2007

Sobre o protocolo HTTP? Jerônimo Sta. Maria da Boa Vista/PE

Poderia explicar questão de prova.
29. Em relação à Internet, é correto afirmar que:
a) O protocolo de comunicação HTTP é utilizado pelo cliente para solicitar ao servidor documentos criados em HTML
b) Os microprogramas (applets), escritos em linguagem PL/E, são fornecidos dinamicamente pelo servidor de páginas e executados na estação cliente pelo próprio paginador
c) A extensão da funcionalidade de HTTP pode ser feita provendo-se a capacidade de interação direta da HTML com SGBDs (Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados)
d) A Internet, como hardware de computação distribuída, pode ser vista como um paginador cliente-servidor.
e) As páginas dinâmicas requerem a execução de processos pertinentes às páginas estáticas.
Alternativa correta A, aplicação direta da definição.

8 de setembro de 2007

As memórias cache de nível 1 (L1) e de nível 2 (L2) são encontradas nos ? Jerônimo Sta. Maria da Boa Vista/PE

Poderia explicar questão de prova.

23. As memórias cache de nível 1 (L1) e de nível 2 (L2) são encontradas nos
a) modulos de memórias.
b) processadores.
c)
buffers de disco.
d) buffers de memória.
e) slots da placa-mãe.
Questão deve ser anulada, só a memória cache de nível 1 (L1) é encontrada processadores.
Só lembrando: na arquitetura INTEL começa no modelo 386, já na arquitetura AMD começa no modelo 486.

7 de setembro de 2007

Explicar Operadores AND, OR, XOR? Jerônimo Sta. Maria da Boa Vista/PE

Poderia explicar questão de prova.

18. O endereço de destino de um computador na rede é encontrado pelo roteador por meio de:
I. OR entre o endereço do computador e a máscara de rede.
II. AND entre o endereço do computador e a máscara de rede.
III. XOR entre o endereço do computador e a máscara de rede.
Está correto o que se afirma em
a) I, II e III.
b) I, apenas.
c) II, apenas.
d) III, apenas.
e) I e II, apenas.
Alternativa correta C, AND entre o endereço do computador e a máscara de rede.
Só lembrando dos operadores lógicos:

6 de setembro de 2007

Gerenciamento de memória virtual? Jerônimo Sta. Maria da Boa Vista/PE

Poderia explicar questão de prova.
16. Considere as seguintes declarações sobre paginação realizada pelo gerenciamento de memória virtual dos sistemas operacionais:
I. Permutação de dados entre a memória principal e o processador.
II. Permutação de dados entre o processador e o disco magnético.
III. Permutação de dados entre a memória principal e o disco magnético.
Está correto o que se afirma APENAS em
a) I e III. b) I e II. c) III. d) II. e) I.
Alternativa correta C, a memória Virtual consiste em endereçar parte do disco rígido como continuação da memória RAM, portanto, permutação de dados entre a memória principal (RAM) e o disco magnético (disco rígido).

5 de setembro de 2007

Pode me explicar a prova ITCO - Instituto Tecnológico do Centro Oeste/2007? Mariana - Palmas/TO

QUESTÃO 30
Deu uma janela do Excel com a seguinte fórmula: =C1&B1&A1. Onde C=5; B=3 e A=2
a) 0 b) 4 c) 10 d) 532 (gabarito) e) 235

Gosto de resolver a questão direta no Excel e depois colo o resultado na resolução.

O sinal usado na formula &, não é soma e sim o símbolo da concatenação, ou seja, agrupa várias seqüências de caracteres de texto em uma única seqüência de caracteres de texto.

4 de setembro de 2007

Pode me explicar a prova ITCO - Instituto Tecnológico do Centro Oeste/2007? Mariana - Palmas/TO

QUESTÃO 25

Para Localizar/Pesquisar, no disco local, todos os arquivos do aplicativo MS EXCEL ®, devemos usar a seguinte expressão no campo de pesquisa:
a) *.xls (gabarito) b) List Excel c) *.* d) Excel e) *.exe
É a alternativa a), aplicação direta da definição. Procedimento na prática: usar o Windows Explorer; click em ; escolher Documentos; digitar *.xls.

3 de setembro de 2007

Pode me explicar a prova ITCO - Instituto Tecnológico do Centro Oeste/2007? Mariana - Palmas/TO

QUESTÃO 24
Qual das extensões de arquivo refere-se a uma imagem que ocupa menor espaço no disco rígido?
a) bmp – extensão de imagem, só que ocupa muito espaço, o programa Paint.
b) wav – extensão de para musica.
c) jpg (gabarito) – extensão de imagem,o programa Paint.
d) doc – extensão de documento no WORD.
e) xls – extensão de planilha no EXCEL.

2 de setembro de 2007

Pode me explicar a prova ITCO - Instituto Tecnológico do Centro Oeste/2007? Mariana - Palmas/TO

QUESTÃO 23
Um exemplo de endereço IP (Internet Protocol) é:
a) TIP8W2.700HP8 – Endereço de IP todo errado.
b)
150@90-10@33
- Endereço de e_mail todo errado.
c)
216.239.37.99
(gabarito)
Um endereço IP fornece uma identificação exclusiva para cada computador na Internet ou em uma rede local. Em geral, os endereços IP são expressos como um grupo de quatro números separados por pontos, por exemplo, 216.239.37.99. Todos números podem variar de 0 até 255. Há um endereço IP LAN e um endereço IP WAN. Os endereços possuem uma classificação que varia de acordo com o número de sub-redes e de hosts. Tal classificação tem por finalidade otimizar o roteamento de mensagens na rede.
d)
sac@non.com.br - Endereço de e_mail.
e)
www.non.com.br – Endereço de site.

1 de setembro de 2007

Pode me explicar a prova ITCO - Instituto Tecnológico do Centro Oeste/2007? Mariana - Palmas/TO

QUESTÃO 22
Um usuário recebeu um arquivo texto do tipo RTF (Rich Text Format) para efetuar algumas modificações. Para isso, é recomendado que ele utilize um programa disponível na instalação padrão (default) do Windows XP, chamado:
a) Wordpad (gabarito)
Com o WordPad, você pode criar e editar documentos de texto simples ou documentos com formatação e elementos gráficos complexos. É possível vincular ou incorporar informações de outros documentos a um documento do WordPad.
Você pode salvar seus arquivos do WordPad como um arquivo de texto, arquivo Rich Text, arquivo de texto para MS-DOS. Esses formatos proporcionam maior flexibilidade para trabalhar com outros programas. Os documentos que usam vários idiomas devem ser salvos como arquivos Rich Text.
b)
Edit
Para alterar as configurações das Opções de edição da janela do prompt de comando.
c)
Bloco de Notas
É um editor de texto básico que pode ser utilizado para criar documentos simples. O uso mais comum do Bloco de notas é exibir ou editar arquivos de texto (.txt), mas muitos usuários o consideram uma ferramenta simples para criar páginas da Web. Como o Bloco de notas oferece suporte apenas a uma formatação muito básica, não é possível salvar acidentalmente uma formatação especial em documentos que devem permanecer como texto puro. Isso é especialmente útil ao criar documentos HTML para uma página da Web, uma vez que os caracteres especiais ou outra formatação não podem aparecer na página da Web publicada, pois podem até causar erros. Você pode salvar os arquivos do Bloco de notas como Unicode, ANSI, UTF-8 ou Unicode big endian. Esses formatos oferecem maior flexibilidade quando você trabalha com documentos que utilizam diferentes conjuntos de caracteres.
d)
Windows Explorer
Exibe a estrutura hierárquica de arquivos, pastas e unidades no computador. Ele também mostra as unidades de rede que foram mapeadas para letras de unidades do computador. Usando o Windows Explorer, você pode copiar, mover, renomear e procurar por arquivos e pastas. Por exemplo, você pode abrir uma pasta que contenha um arquivo que deseja copiar ou mover e depois arrastar esse arquivo para outra pasta ou unidade.
e) Open Office – programa concorrente do MS OFFICE.
.
Só lembrando:
RTF é um tipo de arquivo usado para transferir documentos de texto formatados entre aplicativos, mesmo que sejam executados em plataformas diferentes, como IBM e Macintosh tb. é um formato de arquivo que vários processadores de texto entendem; é utilizado com freqüência quando o documento é criado em um processador de texto mas poderá ser editado em outro. No entanto, é possível que ocorra a perda de alguns tipos de dados ou de formatação quando você salvar um documento do Microsoft Word em formato RTF. Em vez disso, talvez convenha salvar o documento em outro formato ou usar um conversor de documentos.