Livro

LANÇAMENTO !!! Meu livro “Informática para Concursos – Teoria e Questões”, 3a edição, editora FERREIRA.

Link: https://www.editoraferreira.com.br/1/47/176/224/editora-ferreira/livros/informatica-para-concursos/

25 de junho de 2009

SEFAZ-SP-EPP/2009 04. Os processos PMBOK ... (Questão da Série "p. usuário final fazer", é MOLE ?)

04. Os processos PMBOK relativos a geração, coleta, disseminação, armazenamento e destinação final das informações do projeto de forma oportuna e adequada são descritos pela área de conhecimento gerenciamento
a) do escopo do projeto.
b) das atividades do projeto.
c) da qualidade do projeto.
d) de tempo do projeto.
e) das comunicações do projeto.
Resposta:
Alternativa, e) das comunicações do projeto.
Só lembrando:
É a área de conhecimento responsável por coletar, gerar, distribuir e armazenar as informações referentes ao projeto. O processo de coleta e destinação final das informações deve ser feito de forma transparente, objetiva, coesa, oportuna e adequada.

11 de junho de 2009

SEFAZ-SP-EPP/2009 02. Com relação ao gerenciamento de projetos, o PMBOK NÃO ... (Questão da Série "p. usuário final fazer", é MOLE ?)

02. Com relação ao gerenciamento de projetos, o PMBOK NÃO especifica como uma atribuição do gerente de projetos
a) o balanceamento das demandas conflitantes de qualidade, escopo, tempo e custo.
b) a adaptação das especificações, dos planos e da abordagem às diferentes preocupações e expectativas das diversas partes interessadas.
c) o estabelecimento da missão empresarial e das estratégias de negócio.
d) a identificação das necessidades.
e) o estabelecimento de objetivos claros e alcançáveis.
Resposta:
Alternativa, c) o estabelecimento da missão empresarial e das estratégias de negócio.
Só lembrando:
O PMBOK NÃO especifica como uma atribuição do gerente de projetos e sim do Plano Diretor.

4 de junho de 2009

SEFAZ-SP-EPP/2009 01. Considere: ... No PMBOK.. (Questão da Série "p. usuário final fazer", é MOLE ?)

I. A subdivisão das principais entregas do projeto e do trabalho do projeto em componentes menores e mais facilmente gerenciáveis.
II. A agregação dos custos estimados de atividades individuais ou pacotes de trabalho para o estabelecimento de uma linha de base dos custos.
No PMBOK, as necessidades especificadas em I e II são, respectivamente, objetos dos processos
a) criar EAP e orçamentação.
b) sequenciamento de atividades e estimativa de custos.
c) cronograma e orçamentação.
d) planejamento do escopo e estimativa de recursos da atividade.
e) criar EAP e estimativa de custos.
Resposta:
Alternativa, a) criar EAP (processo da área de conhecimento ESCOPO) e orçamentação (processo da área de conhecimento custo). Só lembrando EAP - Estrutura Analítica do Projeto.

2 de junho de 2009

M.F.2009 O sistema desenvolvido ... controle de estoque e folha de pagamento em empresas, ... (Questão da Série "p. usuário final fazer", é MOLE ?)

O sistema desenvolvido com o objetivo de auxiliar no controle e acompanhamento de tarefas, tais como controle de estoque e folha de pagamento em empresas, é denominado
a) operacional.
b) Windows Word.
c) de informação. CORRETO
d) Internet.
e) de correio eletrônico (e-mail).
Sistema de informação pode ser definido como:
–relatórios de determinados departamentos, entregues e circulados dentro da empresa, para uso dos componentes da organização;
–relato de processos diversos para facilitar a gestão da empresa;
–coleção de informações expressas em um meio de veiculação;
–conjunto de procedimentos e normas da empresa, estabelecendo uma estrutura formal;
–conjunto de partes (quaisquer) que geram informações.

1 de junho de 2009

M.F.2009 O processamento e o controle das instruções executadas em um computador são funções da (Questão da Série "p. usuário final fazer", é MOLE ?)

a) unidade central de processamento. CORRETO
É a parte principal do hardware do computador e é responsável pelos cálculos, execução de tarefas e processamento de dados. A velocidade com que o computador executa as tarefas ou processa dados está diretamente ligada à velocidade do processador.
b)
memória secundária.
A memória secundária ou memória de massa é usada para gravar grande quantidade de dados, que não são perdidos com o desligamento do computador, por um período longo de tempo. Exemplos de memória de massa incluem o disco rígido e mídias removíveis, como CD-ROM, DVD, disquete e pen-drive.
c)
memória principal.
RAM (Memória de Acesso Randômico)
· Memória Interna, dentro da Placa Mãe.
· Também conhecida como: memória principal ou do usuário ou volátil ou holográfica ou aleatória.
· Os dados estão nela enquanto esta sendo usado, caso o computador for desligado, o que estiver nela se perde.
d)
unidade lógica e aritmética.
Possui um circuito eletrônico complexo, com capacidade para efetuar operações aritméticas, textuais e lógicas (decisões) sobre dados. Todas as operações efetuadas pelo computador são projetadas e impressas eletronicamente na Como parte do processo de fabricação de hardware (microcomputador). Uma vez construída, a ULA não pode ser modificada. Logo, as limitações operacionais básicas do computador são estabelecidas permanentemente.
Para cada operação efetuada pela ULA, existe um código binário de operação reconhecido pela Unidade de Controle como comando para ativação da operação correspondente. Estes comandos são escritos pelos programadores de hardware como instruções para o processador executar as operações desejadas — correspondem ao firmware.
Também chamada de arithmetic logic unit, executa a operação dos dados de forma lógica (compara valores localizados em diferentes partes da memória, especificando qual o maior ou se são iguais) e aritmética (realiza apenas as quatro operações básicas), conforme as ordens recebidas da Unidade de Controle (UC). Subdivide-se em registradores, circuitos de execução e registrador de resultado.
e)
unidade de controle.
Também chamada de control unit, é o componente da CPU responsável pelo controle de todas as instruções. Opera como coração para o restante do sistema, enviando impulsos elétricos para colocar em seqüência apropriada (ordem) e sincronizada (tempo) com a operação os outros componentes. Ela fornece a sincronização e a ordenação de operações, necessária para a execução correta de programas. Regula as pulsações eletrônicas transmitidas para os outros componentes do processador. Estes impulsos, ou marca passo, são usados como sinal para cada componente, quando seu ciclo de trabalho se inicia ou termina.
Para seqüenciar as instruções que serão executadas, a unidade de controle segue uma série de etapas para cada instrução do programa:
1. Recuperar a instrução da memória.
2. Determinar a operação requerida pela instrução.
3. Recuperar os dados apropriados da memória (se requeridos).
4. Dirigir o componente do processador apropriado para efetuar a operação indicada pela instrução.
5. Determinar se a operação está adequadamente completa.
6. Armazenar o resultado da operação na memória (se necessário).
7. Determinar a localização na memória da próxima instrução a ser recuperada.
8. Reiniciar o ciclo.
Subdivide-se em registrador de controle, registrador de instrução, decodificador, clock da unidade de controle e gerenciador de passos.